Home » Artigos

As ideias de Deus e as três revelações

Enviado por on 12/08/2011 – 16:48
Reprodução
  1. O que são revelações?
  2. a)    São os ensinamentos sobre Deus e a espiritualidade que nos são trazidos pelos mensageiros do Pai.

  3. Por que mensageiros precisam nos ensinar coisas sobre Deus?
  4. a)   Dada nossa pouca evolução, não teríamos como aprender por nós mesmos estes fatos.

  5. Mas Deus não pode mudar. Por que então não mandar a verdade como ela é?
  6. a)   Se você quiser ensinar equação de segundo grau para uma criança de primeira série, ela não aprenderá;

    b)   É preciso respeitar a condição de aprendizado das coletividades;

    c)    Se você olhar para o sol sem proteção, ficará cego;

    d)   Com a luz espiritual é a mesma coisa —se for muito intensa, cegará ao invés de esclarecer.

  7. E como Deus sabe o que e como fazer?
  8. a)   Porque ele é onisciente —sabe absolutamente tudo sobre tudo;

    b)   Deus também é dotado da suprema sabedoria —sabe dosar com perfeição o que nos ensina;

    c)    Nosso Pai Amigo sempre tira o máximo de benefício com o mínimo de custo.

  9. Se é assim, por que não acelerar as coisas e nos ensinar desde o princípio como era Deus de verdade?
  10. Deus poderia perfeitamente, se fosse o melhor, ter nos criado perfeitos.

  11. E por que Deus não nos criou perfeitos?
  12. a)   Porque não seria o melhor;

    b)   Se fôssemos criados perfeitos, não teríamos vontade própria;

    c)    Seríamos apenas sofisticados computadores;

    d)   Já pensou passar a eternidade tocando harpa no paraíso? Você consegue pensar em tédio maior?

  13. Você quer dizer então que a evolução espiritual é uma realidade?
  14. a)   Sem dúvida. Só assim Deus nos leva da total ignorância para a perfeição;

    b)   Só assim temos liberdade de construir nossa vontade;

    c)    Só assim teremos trabalho suficiente pela eternidade, sem sentir tédio.

  15. Agora dá para entender porque Jesus disse que mandaria o Consolador para nos ensinar o que ele não podia…
  16. a)   Cada coisa a seu tempo;

    b)   Nós levamos cerca de 7 milhões de anos para nos diferenciar dos macacos e chegar ao Homo sapiens sapiens;

    c)    Menos de dez mil anos para chegarmos ao que somos como civilização;

    d)   Não nos parece que nossa evolução é lenta. Ela já foi, mas se acelerou muito.

  17. Foi a Revelação de Moisés que fez isso?
  18. a)   Não, foram as mitologias antigas;

    b)   Porém, ao criar um sem número de deuses, as mitologias geraram um processo coletivo de vaidade e indisciplina;

    c)    Isso porque cada coletividade queria ter os deuses mais poderosos, gerando guerras sem-fim.

  19. Então o que Moisés fez?
  20. a)   Era preciso começar a pôr ordem no sem-fim de deuses das mitologias antigas;

    b)   E isso só era possível com a verdade do Deus único;

    c)    Mas também quais leis esse Deus nos colocaria;

    d)   Daí o Deus único, os Dez Mandamentos e as leis civis (o Pentateuco do Velho Testamento).

  21. Mas o Deus de Moisés não era parecido com os deuses das mitologias?
  22. a)   Não tanto quanto possa parecer;

    b)   Sendo único, Deus detinha todo o poder;

    c)    Sendo único, só havia um Deus para obedecer;

    d)   Isso deu a Moisés a condição de também implantar os Dez Mandamentos como a única lei de Deus;

    e)    Sendo ele o todo-poderoso, podia ditar as regras que quisesse sem ser contestado;

    f)     Tudo isso criou condições para que Moisés, através das leis civis, mudasse em pouco tempo a ideia que os judeus tinham de Deus e se disciplinassem;

    g)   Foi por isso que Moisés demorou 40 anos para percorrer com o povo judeu um trecho que podia ser feito em um mês.

  23. Porém a ideia de um Deus vingador permaneceu, não foi?
  24. a)   A Moisés cabia eliminar os deuses com o Deus único;

    b)   Cabia também criar uma norma única para orientar seu povo, os Dez Mandamentos;

    c)    Se Moisés mudasse o conceito de Deus vingador e disciplinador, todo seu imenso trabalho seria perdido. Lembremos do bezerro de ouro e da tarefa de Elias.

  25. Mas o trabalho de Moisés não se perdeu?
  26. a)   De forma alguma. Até hoje os conceitos de Moisés normatizam o comportamento de toda a civilização ocidental;

    b)   Inclusive, sem os excessos da época, os Dez Mandamentos normatizam as próprias leis humanas até hoje.

  27. E Jesus? Por que não mudou tudo?
  28. Jesus mudou e muito, conforme vimos em “Caridade e o Deus Consolador de Jesus”.

  29. Podemos dizer que Jesus mudou sim, mas também respeitou o tempo de assimilação da humanidade?
  30. Corretíssimo.

  31. Se a Revelação de Jesus já resolveu tudo, por que a Revelação Espírita?
  32. a)   Primeiro porque os ensinos de Jesus foram deturpados;

    b)   Segundo porque o ateísmo, em parte, tirou Deus da base de todo o comportamento moral;

    c)    Além disso, as religiões, não tendo nada melhor para explicar Deus a seus fiéis, geraram não ateus, mas descrentes;

    d)   A incapacidade das religiões em explicar a verdade sobre Deus deu origem ao deus-sucesso, criando o “cada um por si” e o consequente caos;

    e)    O deus-sucesso, por sua vez, faz com que as pessoas dediquem sua vida em busca do status social. Como não se conformam com sua situação social, buscam, a qualquer custo, outra melhor;

    f)     O deus-sucesso gera a falta de Caridade social, com todas as suas consequências;

    g)   Então a necessidade da Revelação Espírita, para restabelecer a base de sustentação moral trazida por Jesus e, pela prática da Lei de Caridade, levar a humanidade a um novo ciclo evolutivo, o Ciclo de Regeneração;

    E ainda evitar que a humanidade se aniquile.

  33. Você fala tanto no deus-sucesso… ele só faz coisas ruins?
  34. a)   De forma alguma. Vejamos como, atualmente, o deus-sucesso está invadindo as resistentes culturas orientais;

    b) Perceba como ele, aproveitando-se da busca de status social, está levando a cultura do ocidente para o oriente;

    c) Note ainda que, com isso, o deus-sucesso está criando no mundo todo uma mesma cultura social;

    d) Assim o deus-sucesso está, pacificamente, desviando o foco das populações orientais de suas culturas profundamente mitológicas para o foco único do sucesso pessoal;

    e) Com isso, sob o ponto de vista espiritual, cria-se uma forte descrença contra os ensinos mitológicos de todas as religiões;

    f) E assim fica aberto o campo para o conhecimento do Deus único e da verdade sobre o Deus Amor.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: