Home » Artigos

Como os pensamentos positivos anulam os negativos?

Enviado por on 26/11/2012 – 21:29 7 Comentários
Wikimedia Commons

Conversamos com um de nossos mentores espirituais, que se identificou como um Espírito Amigo, sobre como os pensamentos positivos anulam os negativos. Ele começou explicando que “qualquer pensamento gera formas. Somos grandes máquinas de gerar formas-pensamento”. A seguir você confere a íntegra de nosso bate-papo com o amigo espiritual.

  1. Como meu pensamento interfere na minha vida?
  2. a) Imagine que um médico diz que você tem câncer e um ano de vida;

    b) Se você aceita e busca fazer o melhor que puder neste ano, isso vai gerar boas formas-pensamento;

    c) Imagine uma notícia sobre um caso de corrupção. Se em vez de criticar, você pensar: “que pena que tal pessoa age assim” e orar por ela, ajudará a diminuir a quantidade gigantesca de pensamentos negativos que são emitidas para os políticos.

  3. Mas essas injustiças deixam a gente até revoltado, não deixam?
  4. a) É preciso ter cuidado com a revolta;

    b) A revolta é uma das maneiras, muito intensa, de gerar formas-pensamento negativas;

    c) Mas quando você imagina fazer algo errado você está gerando formas-pensamento mais intensas ainda do que com a revolta;

    d) A revolta normalmente está relacionada a você, você não pensa nos outros —eis o egoísmo;

    e) Já quando a sua revolta está direcionada a algo que ocorreu com outra pessoa, no fundo você está querendo o bem da pessoa —e a revolta vai fazer mal só para você;

    f) É por isso que é preciso orar pelos políticos;

    g) Os políticos que se corrompem não fazem ideia do mal que estão fazendo para eles mesmos;

    h) Nunca fazemos o mal para os outros, mas só para nós mesmos;

    i) Quanta gente está aprendendo a não agir como eles agem? Mesmo quando critica um político, você está fixando na sua mente: “não faça o mesmo”.

  5. Qual a diferença entre olhar para o político e criticar, e olhar para o político e orar?
  6. a) Pela crítica, a forma-pensamento é de revide, e isso nunca é bom;

    b) Já a forma-pensamento que você emite quando ora é sempre positiva;

    c) As formas-pensamento positivas ajudam a eliminar cem formas-pensamento negativas que tenham chegado até ele;

    d) Além disso, ao orar por alguém que erra você está perdoando e compreendendo o erro —portanto, está realmente aprendendo.

  7. O quê? Eu aprendo quando oro por alguém que está fazendo uma coisa errada?
  8. a) Sim! Ao orar por alguém que erra, você está se iluminando também, está aprendendo de verdade;

    b) Só assim você poderá ter certeza que, caso se torne um político, nunca vai fazer aquilo que eles fizeram;

    c) Ao passo que se você critica, você está vendo que aquilo é errado, mas não está fazendo a análise correta da situação.

  9. Você quer dizer que se eu critico um político corrupto é porque eu posso ser corrupto também?
  10. a) Exatamente. Ao criticar, você está entendendo o mal pelo mal, e não como coibir o mal;

    b) Se você não aprende a coibir o mal pelo bem, então você não está ainda assimilando aquele aprendizado;

    c) Dessa forma, você corre o risco de vir como político em outra encarnação e fazer a mesma coisa que eles fazem;

    d) Por isso é que o perdão é tão importante, e deve ser sempre incondicional.

  11. Mas se eu deixar de apontar o mal, como vamos conseguir corrigir e pacificar o mundo?
  12. a) Se você continua querendo coibir o mal com o mal, você não pacifica um ambiente;

    b) E se você não pacifica, não faz jus a viver em um ambiente de paz;

    c) Então, pacificando, você voltará numa próxima encarnação em um ambiente de paz;

    d) Além de aprender o bem, você vai ter uma estrutura cultural pacífica, que vai te ajudar a vencer as suas tendências negativas com muita força;

    e) Ao passo que se você analisa o mal pelo mal, não vai conseguir numa próxima encarnação voltar num ambiente de paz;

    f) E para não incidir no erro, terá que fazer um esforço muito grande —terá que passar por uma série de percalços na vida para aprender a ser tolerante;

    g) Lembre-se que a Caridade apaga a multidão de pecados.

  13. Você falou há pouco que um pensamento bom consegue anular a influência de cem ruins. Como isso acontece?
  14. a) Um pensamento bom anular cem ruins é uma questão de potencial fluídico;

    b) Potencial é a capacidade de fazer algo;

    c) Por exemplo: como vocês medem a potência elétrica? Em Watts;

    d) Quando você mentaliza uma coisa ruim, por mais força que você imprima a seu pensamento, você nunca chegará a uma potência muito alta;

    e) Este limite a própria lei divina impõe aos ambientes—é a Lei da Mínima Dor;

    f) Ao emitir um pensamento negativo para os políticos, suponha que o máximo que você consiga atingir é uma concentração de 50 Watts;

    g) Mesmo que você ainda tenha dificuldade de emitir bons pensamentos, se você faz uma oração breve e pede ao Pai que ilumine os políticos —isso qualquer um pode fazer—, o potencial mínimo do pensamento que você emite neste momento é de 5.000 Watts;

    h) Portanto, seu pensamento positivo teve 100 vezes mais potencial que o pensamento negativo;

    i) Com treinamento, você pode eliminar até 1 milhão de pensamentos negativos;

    j) É a boa intenção que faz gerar todo esse potencial.

  15. Nossa! E existe mais pensamento positivo ou pensamento negativo no mundo?

a) O pensamento positivo de Jesus consegue superar a soma dos pensamentos negativos de todo mundo aqui na Terra —e ainda sobra bastante potencial de pensamento positivo;

b) Se não for assim, como manter o controle do planeta?

c) O bem, na criação de Deus, sempre sobra, nunca falta. E o mal é sempre limitado;

d) A luz sempre dissolve as trevas, lembre-se sempre disso, em no mínimo cem por um;

e) Por isso a oração, a boa intenção, o pedido para que as pessoas consigam entrar em um processo de equilíbrio —tudo isso é muito importante.

7 Comentários »

  • MÔNICA ALVES disse:

    É tudo tudo que plantamos com amor, colhemos com amor

  • EDMILSON disse:

    O PENSAMENTO É CONTINUIDADE DO QUE ALMEJAMOS, OS PENSAMENTOS TEM PODER SIM, DE ANULAR AS NEGATIVIDADES POIS ATRAVÉS DE UM BOM PENSAMENTO CONSEGUIMOS NOS SINTONIZAR COM O ALTO E AINDA MAIS SE
    ESTIVERMOS EM ORAÇÃO PODEMOS TAMBÉM RECEBER A AJUDA QUE TANTO NESCESSITAMOS PARA VENCER AS ADVERSSIDADES DESTE MUNDO.
    PORTANTO DEVEMOS SEMPRE PENSAR POSITIVO E ORAR SEMPRE QUANDO APARECE OS PENSAMENTOS NEGATIVOS; PARA PODERMOS ASSIM RECOMEÇARMOS
    AQUI MESMO APRENDER A CANALIZAR A FORÇA DE NOSSOS PENSAMENTOS EM FAVOR DO BEM E DA PAZ.
    MUITA PAZ E MUITA LUZ A TODOS UM FORTE ABRAÇO FIQUEM COM DEUS.

    • É isso aí Edmilson!
      Vamos criar essa corrente e fazer nossa parte —por pequenina que seja, ela será uma das gotas do oceano de paz que temos e vamos construir juntos!
      Abraços fraternos,
      Equipe do Blog

  • Lorena Alonso disse:

    Parabéns pelo blog. Muito idôneo e reflexivo para quem acredita e buscar o Consolador no mundo espiritual. A fé não deixa de ser fé só porque alguns não acreditam além do que vê pelos próprios olhos.

  • Leandro disse:

    E porque existem pensamentos ruins na terra, já que só o pensamento de Jesus elimina todos os pensamentos ruins da terra?
    É sinal de que Jesus deixa os pensamentos por nossas contas?
    Grande abraço!

    • Olá Leandro,

      Sim, pelo nosso entendimento, Jesus, Deus e os Espíritos perfeitos que guiam nossa evolução respeitam nosso livre-arbítrio —e, portanto, nossos pensamentos. Portanto, se queremos pensar coisas ruins, poderemos sim criar pensamentos ruins na Terra.

      O trabalho de Jesus e de seus auxiliares, nesse aspecto, poderia ser comparado à chuva. Imagine que as águas de rios e mares podem conter poluição, mas pelo processo de evaporação, condensação e precipitação retornam límpidas ao solo. Da mesma maneira, sem este “filtro” com que nossos companheiros de maior evolução nos ajudam, a psicosfera da Terra estaria ainda mais poluída que nosso plano físico.

      Isso porque somos responsáveis por nossa evolução. E usar nosso livre-arbítrio com responsabilidade é um dos maiores ensinamentos de Jesus quando ele nos ensinou o “ama teu próximo como a ti mesmo”. Eis a Caridade, eis a Humildade —se guiarmos sempre nossos pensamentos por estas duas virtudes, vamos evoluir mais rápido e também contribuir com o trabalho de Jesus e seus auxiliares para que a Terra esteja sempre envolta em bons pensamentos.

      Muito obrigado por sua mensagem, e continue conosco!

      Abraços fraternos,

      Equipe do Blog

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: