Home » Artigos, Espiritismo

Lei do Karma vs. Lei de Causa e Efeito: entenda as diferenças

Enviado por on 13/07/2014 – 23:42
Reprodução

A Lei do Karma não é a mesma que a Lei de Causa e Efeito dos Espíritas?

l) De jeito nenhum. Apesar de falarem de reencarnação, são muito diferentes.

2) A Lei do Karma apenas olha para a reencarnação como um fenômeno punitivo e não evolutivo.

3) Para esta lei, só reencarnamos para deixarmos de errar, e nunca para aprendermos e evoluirmos.

4) Já a Lei de Causa e Efeito dos Espíritas, olha a reencarnação como um fenômeno que nos levará não só a aprendermos a corrigir nossos erros, mas também a crescermos evolutivamente, até nos tornarmos perfeitos, para então não precisarmos mais reencarnar, mas somente evoluir, até nos divinizarmos.

 

Não ficou claro quais são as diferenças de ordem social. Pode explicar?

1) A Lei do Karma deixa completamente de lado a prática da Caridade, ao aceitar que cada um deve aprender por si só considerando aqueles que ainda não conseguiram seres inferiores.

2) E isso chega a tal ponto que se chega a admitir que possamos voltar como animais.

3) Diz ainda que nossa condição social tem tudo a ver com nosso comportamento em outras encarnações.

4) Assim, quanto mais pobre e humilde é essa condição, maiores foram nossos erros no passado e menos dignos de felicidade nós somos.

5) Sendo assim indignos de qualquer atenção e ajuda social.

6) A coisa chega a tal ponto que a casta dos Intocáveis é constituída de pessoas impuras, a tal ponto, que os das outras castas não podem sequer tocá-las, pois são moralmente “sujas”;

7) Assim entendemos porque, apesar de Jesus ter deixado claro a Lei da Reencarnação quando aqui esteve, a espiritualidade não insistiu em fazer dela uma lei Cristã;

8) Se as Igrejas Cristãs abusaram de tudo o que o Mestre ensinou, podemos imaginar o que não teriam feito com a reencarnação, vendo o que aconteceu com os hindus.

 

É, começamos a entender…

1) Por isto tantas castas e quanto mais alta socialmente, mais privilegiadas são.

2) Isto gera tantos desequilíbrios, quais os que vemos na Índia.

3) E o pior de tudo, é que em pleno século 21 tais condições sociais persistem, como há milhares de anos atrás.

 

Quais os problemas mais graves que você poderia citar?

1) O Hinduísmo continua sendo uma religião muito primária, pois é de total interesse dos poderosos da Índia manter tal condição social.

2) Isto faz com que os mais de trezentos mil deuses indianos continuem existindo, dando sustentação a todos estes desregramentos sociais.

3) Mantendo o profundo machismo, que trata a mulher apenas como um objeto do homem.

4) Que acha que pode fazer o que bem entende com elas, inclusive mutilá-las com ácidos, além dos absurdos ataques de estupro.

5) Tudo isso gera uma completa falta de valor para a mulher, fazendo com que as famílias façam de tudo para evitar filhas.

6) Abandonando-as ainda bebês à própria sorte, quando não as abortam, por ser o aborto totalmente livre na Índia (leia artigo sobre o aborto).

7) Eis a total desvalorização da vida humana, onde uma vaca e um rato são mais respeitados que uma mulher.

8) Ainda, o mau uso de uma religião gerando condições para que seres humanos deixem de ser humanos, para tornarem-se algo que sequer podemos nominar, a não ser como monstruosos;.

9) Já que chamá-los de animais, seria afrontar mentirosamente nossos irmãozinhos menores dizendo serem coisas que não são.

10) E ainda nos damos o direito de não entendermos o Apocalipse.

11) Como reconstruir a humanidade sem acabar com tudo isso?

 

Isso tudo não pode ter a ver com a liberação do aborto no Brasil, já que na China, a desvalorização da mulher e das meninas é muito parecida com a Índia? Ainda, como dizer a um assaltante que não mate a quem rouba, se pelo aborto, a vida tem menos valor que um bem material?

1) Muito bem. Tudo tem que sempre ter um começo, e sem dúvida, e a liberação do aborto como desvalorização da vida no Brasil seria um perfeito começo para isso tudo.

2) Só que tanto a realidade histórica da China como a da Índia deveriam mostrar às mulheres favoráveis ao aborto, que este, seria o maior passo para que tantas conquistas feitas pelas mulheres, regredissem e o machismo voltasse com tudo.

3) E o pior de tudo: que a vida passasse a ser um objeto sem valor a não ser àquele que me fosse conveniente.

4) É catastrófico ver que, para os abortistas, a vida de um serzinho em seu início vale menos não só que uma vaca ou um rato, mas menos que qualquer animalzinho de estimação.

5) Como lutar pela paz e pelo equilíbrio social, se uma vida nada vale?

 

E a Lei de Causa e Efeito? O que diz?

1) Diferente da Lei do Karma, ela diz que a Reencarnação é uma lei eminentemente evolutiva, onde sempre evoluiremos, seja qual for nossa condição.

2) Seja ela boa ou não, estaremos sempre evoluindo, pois estamos aprendendo sempre. E aprender será sempre um estado de evolução.

3) Espiritualmente, esta lei nos considera a todos rigorosamente iguais, fazendo-nos entender que tanto a Caridade, quanto a Humildade são dois fatores fundamentais de evolução;

4) Ninguém é melhor que ninguém e nem pior. Assim a única casta que existe é a do Ser Humano, já que ao nos criar Deus nos deu o atributo da supremacia, que ao nos diferenciar uns dos outros, nos coloca em situação de absoluta igualdade em termos de valor humano.

5) Melhor condição social nos traz apenas maior responsabilidade social e jamais privilégios.

6) A Lei da Reencarnação diz que como Egos (Espíritos propriamente ditos, na definição de Allan Kardec) não temos nenhuma conotação sexual, mas apenas força criativa, que na fase humana podemos usar por duas formas de manifestação psíquica: feminina e masculina.

7) Diz ainda que temos que aprender a operar as duas: temos, assim, que nascer diversas vidas como homens e diversas vidas como mulheres.

8) Cai por terra, portanto, qualquer superioridade de uma manifestação sexual sobre outra, o que é confirmado pela nossa supremacia.

9) Causa e Efeito é uma lei de pleno humanismo e de perfeito equilíbrio, que mais que nos corrigir através das reencarnações, nos faz sempre evoluir.

 

Rosino Caporice

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: