Home » Estudos, Kardec corrige

Os atributos de Deus: como nosso Criador é de verdade

Enviado por on 31/08/2016 – 19:17
Reprodução

Deus é dotado da suprema bondade, da suprema inteligência, da suprema sabedoria, do supremo amor. Mas Deus também possui a Caridade e Humildade em graus supremos, além de ser imaterial, imutável e onisciente. Conheça um pouco melhor nosso Criador na continuidade da publicação do livro “Kardec (em Espírito) corrige ‘O Livro dos Espíritos'”, usando o crivo da fé racional.

CAPÍTULO 25
(leia os capítulos anteriores)

288. Você pode definir melhor o que é um atributo?
a) Vamos falar de Deus;
b) Seus atributos são suas características e qualidades que possui;
c) Vamos lembrar que as qualidades de Deus são sempre supremas, ou seja, transcendentes (envolvem a todos os infinitos).

A suprema bondade

289. Vamos começar por onde e por quê?
Pela bondade. Pois se Deus não for bom, todos os outros atributos ficam sem explicação, como visto anteriormente. Vamos ver melhor agora nos atributos.
a) Dada a situação do mundo, é preciso começar pela bondade, e verificar se Deus é realmente bom;
b) O único jeito de sabermos isso é analisando os fatos da vida;
c) Não existem só pessoas más no mundo;
d) Existem as muito más, más, mais ou menos, boas e muito boas;
e) E até as sublimes, como Francisco de Assis e principalmente Jesus;
f) Ora, sendo Deus, como vimos, único, ele tem que ser a origem de todos nós;
g) Logo ele é também o Pai (e mãe!) de todos nós;
h) Ou ele é profundamente mau, injusto e vingativo, entre outros defeitos, se o analisarmos de acordo com o conceito mitológico que temos dele, ou:
i) Ele não é nada disso, e nós é que estamos pensando tudo errado a respeito dele;
j) Pense comigo: a ciência demonstrou de forma inegável que tudo evolui na natureza;
k) E o Espiritismo também demonstrou de forma inegável que o Espírito existe, que ele sobrevive à morte do corpo físico, que ele reencarna e aprende cada vez mais com as reencarnações;
l) E aprender, sob o ponto de vista espiritual, é evoluir;
m) Logo, o Espírito evolui através das reencarnações. Então a evolução espiritual é uma realidade;
n) Através da mediunidade, os Espíritos superiores nos dizem que, com a evolução, nós nos melhoramos sempre, e que chegaremos um dia à perfeição;
o) E Jesus foi a prova viva desta perfeição, quando esteve entre nós, tendo não só nos ensinado o caminho da bondade, como demonstrado isso plenamente em sua vida;
p) Assim, os fatos materiais e espirituais nos mostram que, através da evolução espiritual, chegaremos à perfeição, e seremos perfeitamente bons;
q) Como tudo isso se originou em Deus, então é seu desejo que sejamos bons;
r) Mas, para isto, ele tem que ser bom, já que os fatos mostram que só produzimos o equilíbrio quando praticamos a bondade. Como Jesus nos provou com seu comportamento bondoso a sua perfeição e disse que seríamos como ele, ao dizer que faríamos tudo o que ele fez e até mais;
s) Dizendo ainda que só poderíamos conhecer plenamente o reino dos céus nascendo de novo, ou seja, reencarnando muitas vezes para nos tornarmos perfeitos, para ser como ele;
t) E se Jesus personificou a perfeita bondade, então teremos que ser bons para sermos perfeitos;
u) Mas, como o Pai é eterno e supremo em todas as suas qualidades, ele nada tem a aprender. Logo de toda eternidade ele possui todos seus infinitos atributos em grau supremo.
v) Então Deus tem que ser supremamente bondoso. Seus atributos garantem isso.
w) E Jesus confirma isto com veemência, quando diz aos discípulos, “que bom é só o Pai que está nos céus”. Com isso Jesus afirma a eterna bondade de Deus.

Nota do Espírito da Verdade

Amigos, uma das maiores provas tanto da bondade, quanto dos supremos poderes de Deus, são as evoluções material e a espiritual.

Lembremos que a evolução material já está provada pela própria Ciência Material; e a espiritual, também já foi plenamente provada pela Ciência Espírita, através de pesquisa de centenas de grandes cientistas dos séculos 19 e 20.

Mas, se a evolução material, por si só não diz nada sobre a espiritual, esta complementa e explica lógica e racionalmente o porquê da evolução material.

Compreendendo isto, vejamos de forma rápida o que, tudo isto, tem a ver com a bondade de Deus.

É conhecimento de todos, que evoluir significa melhorar, e involuir, piorar.

Sendo tanto a evolução espiritual como a material fatos irrefutáveis, então tudo na criação de Deus evolui, ou seja, se aperfeiçoa melhora sempre.

Então, aperfeiçoar e melhorar será sempre algo bom, ao contrário de involuir.

Independente do que façamos, as coisas sempre evoluem, até mesmo como consequência de fatos que consideramos dolorosos.
O que prova que não há como parar a evolução, ou ainda, como evitar que as coisas se aperfeiçoem e melhorem, ou mesmo, evitar que o bem aconteça. Com o transcorrer do tempo, seja qual for a causa, o bem prevalecerá.

Mas, como já foi dito, o bem só pode ser consequência de outro bem.

Se o bem prevalece independente da causa, e só o bem pode produzir o bem, e, ainda, evoluir é bom, então o mal não pode existir. Pois, seja qual for a causa, o bem sempre prevalecerá, ou a evolução sempre acontecerá.

Sendo assim, Deus só pode ser bom, pois só o bem prevalecerá em sua Eterna Criação, independente de nossa ação.

290. O que muda na minha vida agora que descobri que Deus é bom?
Agora dá para explicar alguns dos Atributos de Deus, e ver que as coisas são ruins só nas aparências, como também mostrou o Espirito da Verdade. É isso que precisa mudar. E vamos mostrar que nosso jeito de ver o mundo muda quando a gente entende, de verdade, que Deus é a suprema bondade.

A suprema inteligência

291. Por que Deus é dotado da suprema Inteligência?
a) Só a complexidade de nossa vida física nos mostra o tamanho da inteligência que a criou;
b) Multiplique isso pelo infinito e teremos uma pequena ideia do tamanho da inteligência de Deus;
c) Mas como também já vimos todos os seus atributos têm que ser transcendentes ou supremos;
d) Logo a inteligência de Deus só pode ser suprema.

A suprema sabedoria

292. Por que você fala em sabedoria, e não só em inteligência?
a) Não basta ter o conhecimento, é preciso usá-lo bem. E este é o salto que nossa humanidade dará neste novo Ciclo de Regeneração;
b) Só é sábio quem usa bem o seu conhecimento;
c) Mas Deus tem a suprema bondade e a suprema inteligência;
d) Logo ele usa supremamente bem a sua suprema inteligência;
e) Logo Deus é dotado da suprema sabedoria.

O supremo amor

293. O que é amar?
Amar é sempre fazer o bem para quem se ama.

294. E como é que Deus nos ama?
a) Como Deus é bom, ele somente faz o bem para nós;
b) Então ele nos ama, e de forma suprema, pois tem a suprema sabedoria.

A suprema caridade

295. Além de amar, Deus também é caridoso?
a) Ora, só é bom e ama quem é caridoso;
b) Pois a Caridade é o motor que faz todos nossos atributos, ou, virtudes funcionarem;
c) Portanto Deus é dotado da suprema Caridade.

296. Qual a diferença entre ser bom e amar?
a) Ser bom é ser puro de coração, é não ter más intenções;
b) Mas eu posso ter boas intenções e acabar não fazendo o bem, porque ainda sou imperfeito;
c) Só conquistou o amor verdadeiro aquele que ama somente fazendo o bem;
d) Por isso não basta não fazer o mal, é preciso fazer o bem;
e) A bondade pela boa intenção me direciona a fazer o bem;
f) É pela prática do amor, que eu executo minha boa intenção e faço o bem.
g) E quem faz meu amor se movimentar é a Caridade. Sem ela eu poderei ter amor, mas não o usarei e não serei bondoso.

A suprema humildade

297. O quê? Você está me dizendo que Deus, o Ser Supremo, é humilde?
a) Olha só o que a visão mitológica e o antropomorfismo fizeram com nossa ideia sobre Deus!
b) Só ama quem é caridoso, e só é caridoso quem é humilde;
c) Jesus a todo tempo recomendava que fôssemos humildes;
d) Ele mesmo, o criador e governador planetário, lavou os pés de seus discípulos para deixar gravado em nossa memória o exemplo da humildade;
e) Como Jesus é um Espírito perfeito, ele conhece Deus e sabe como nosso Pai é;
f) Jesus então não pediria para sermos algo que Deus não é;
g) Portanto, Deus só pode ser dotado da suprema humildade.

Leia também

Deus é imutável

298. Por que Deus é imutável?
a) Tendo a suprema inteligência e a suprema sabedoria, e sendo supremo em seus infinitos atributos, Deus nada tem a aprender ou evoluir;
b) Se ele não evolui, não pode mudar, sendo, portanto, imutável.

Deus é imaterial

299. Por que Deus é imaterial?
a) Os fatos nos mostram que tudo o que é material sofre mudanças pelo desgaste, ou pela evolução;
b) Como Deus é imutável e não evolui, e cria de toda eternidade, sem aprender nada, e sem mudar em nada, isto significa que ele nada tem de material;
c) Logo, ele é imaterial.

Deus é onisciente

300. E a onisciência? Deus sabe de tudo?
a) Quem é dotado da suprema inteligência e da suprema sabedoria tem o supremo conhecimento;
b) E ter o supremo conhecimento é ser onisciente.

Deus é previdente

301. Já ouvi falar da Providência Divina. Mas o que significa ser previdente?
a) A previdência de Deus é uma consequência de sua onisciência;
b) Ser previdente é ter a capacidade de prever todas as consequências de tudo o que faz;
c) Sendo onisciente, Deus tem a capacidade suprema de fazer tudo com perfeição;
d) Então ele sabe com antecipação que tudo o que faz está certo, e nada precisará ser mudado;
e) É preciso ter cuidado de não confundir “ser previdente” com “tomar providência”.

Deus é providente

302. Mas quem é previdente e bom também toma providências, certo? Daí vem a Providência?
a) Exatamente! Sendo onisciente e previdente e tendo a suprema sabedoria e inteligência, Deus sabe de tudo o que sua infinita criação precisa para acontecer com perfeição;
b) Ele é capaz de providenciar tudo para que isso aconteça;
c) Ele é então dotado da suprema providência.

Deus é onipotente

303. Deus tem o poder supremo?
a) Ser onipotente é ter todo o poder;
b) Em Deus, essa capacidade é suprema;
c) E isso garante que Deus tem o poder supremo.

304. E isso significa que, para Deus, nada é impossível não é?
a) Nada disso! Dizer que Deus tem o poder supremo é diferente de dizer que Deus pode tudo;
b) Há várias coisas que Deus não pode: a primeira delas é errar;
c) Deus não pode cometer nenhum ato que contrarie qualquer um de seus outros atributos;
d) Portanto, um bom caminho para a Fé Racional é basear-se sempre nos Atributos de Deus.
e) Pelos atributos da onisciência, onipotência, sabedoria, bondade, amor, caridade, humildade, previdência, providência, entre outros, Deus não pode fazer milagres:
f) Já que o milagre seria a correção de algo errado que Deus fez, ou melhorar algo que foi feito;
g) E isso feriria todos esses atributos, pois todos teriam falhado e deixariam de ser supremos;
h) Nada de milagre.

Deus é justo

305. O que significa, para Deus, ser justo?
a) Ser justo é respeitar integralmente os direitos de todos pela prática de Lei da Caridade;
b) Ser justo é tratar a todos com igualdade, mesmo dentro da infinita variedade;
c) Por todos os atributos que vimos até aqui, Deus é dotado da suprema justiça.

O amigo leitor com certeza poderá encontrar outros atributos para Deus, pois cada virtude que a gente descobrir, Deus a possuirá em grau supremo, pois como nos disse o Espírito da Verdade Deus é dotado de infinitos atributos.

Só é virtude quando é para o bem, pois é lógico concluir que Deus só possui virtudes, e nunca defeitos.

Para nós, os atributos que mostramos são suficientes para continuarmos nossos estudos.

Leia também

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: