Home » Destaques, Espiritualismo, Estudos, Kardec corrige

Parte 5: A revisão de “O Livro dos Espíritos” – Livro Primeiro, Capítulo 1

Enviado por on 27/09/2017 – 20:35 2 Comentários
Allan_Kardec_L'Illustration_10_avril_1869

Nesta parte do livro  “Kardec (em espírito) corrige o Livro dos Espíritos”, iniciaremos a correção propriamente dita de “O Livro dos Espíritos”. Note que esta parte segue a sequência de O Livro dos Espíritos, e não a sequência das perguntas nos capítulos anteriores deste livro.

 

LIVRO PRIMEIRO – AS CAUSAS PRIMÁRIAS

CAPÍTULO 1 – DEUS

(leia os capítulos anteriores)

 

I – Deus e o Infinito

Questão 1

O que é Deus?

a) Pensamos que a forma mais completa de definir o que é Deus seria: que ele é o SER SUPREMO E CAUSA ORIGEM DA ETERNA CRIAÇÃO.

b) Ser Supremo, já foi bem explicado na primeira parte.

c) Já Causa Origem da Eterna Criação, explica melhor, dentro de nossa capacidade de compreensão o fato de Deus ser eterno e, que do nada, nada se tira:

d) Pois na eternidade não pode existir o tempo, já que não dá para marcar nenhum começo, pois todo começo seria sempre o centro da eternidade;

e) Ainda que na eternidade só pode existir o presente.

f) Logo, não podemos nunca dizer que a criação divina começou em algum tempo, pois na eternidade ele não existe. Seria, portanto, incorreto dizer que Deus é Causa Primária;

g) Se ser primária significa ser a primeira, coo determinar “primeira ou última” onde o tempo não existe?

h) Origem, porém, não implica em ser primeira ou não, mas apenas em criar no eterno presente. Daí eterna criação, ou origem da eterna criação.

 

II – Provas da Existência de Deus

Na parte anterior deste livro já comentamos sobre a existência de Deus.

Questão 9

Na resposta final temos:

“Pobre ser que um sopro de Deus pode abater”.

Entre outros são feridos os seguintes atributos:

a) Caridade – Deus não abate, corrige;

b) Onisciência – Deus sabe como corrigir pelo amor e ainda um Ego (Espírito propriamente dito) não pode ser abatido;

c) Humildade – abater seria humilhar.

d) Sendo a resposta de um espírito superior, é de estranhar o conceito do Deus humano da resposta.

Com certeza, houve forte influência anímica da cultura social e religiosa do médium, como é natural acontecer.

e) A resposta certa seria: “Infeliz atitude, que o amor e a justiça de Deus corrigirão”.

Leia também

2 Comentários »

  • Ed Soares disse:

    Mas seria crível? Kardec corrigindo seu trabalho? Qual a segurança da certeza destas comunicação?

    • Caro Ed,

      Esta pergunta tem se repetido, por motivos bem óbvios, que não precisamos comentar.

      O meio espírita, atualmente, prima pela ideia de mistificação. Não que neguemos que ela exista, muito pelo contrário, já que durante os 50 anos de nossos trabalhos espirituais muitas vezes elas aconteceram.

      Mas, veja, isso nos deu uma ótima condição para aprender a evitá-las.

      Ainda, caro Ed, pela sua pergunta, percebi que você nem sequer tocou no livro que escrevi, com a orientação do espírito de Kardec e também do Espírito da Verdade.

      Se você seguisse realmente as orientações de Kardec, contidas na Codificação, como nós sempre fizemos (lembre-se, são 50 anos), fatalmente você saberia como é simples detectar mistificações: Avaliar a qualidade daquilo que os Espíritos comunicam. E isto, porque o próprio Kardec usou o tempo todo tal método.

      Ainda, saber esperar o tempo necessário, pois todo e qualquer mistificador, com certeza acaba se contradizendo.

      Portanto, meu caro, seria perda de tempo, como sempre mostrou Kardec, escrevendo os livros da Codificação, tentar mostrar algo a alguém, que nem sequer tenta avaliar aquilo que critica.

      Assim que você ler o livro, avaliando seu conteúdo, volte a se comunicar conosco, principalmente se você tiver algo de sério a questionar, pois como não somos perfeitos, podemos sim cometer erros, e nada nos faria mais feliz do que sermos avisados deles para poder corrigi-los.

      E para que ninguém fique sem condições de ler nosso livro, ele está sendo disponibilizado gratuitamente no blog, para que possa ser lido de graça.

      Ainda, caro Ed, disponibilizamos para você o link de um de nossos artigos do Blog, onde respondemos alguns questionamentos de mesma natureza que o seu. Acredito que este artigo há muito o que esclarecer acerca de seu questionamento.

      Quem é esse médium?

      O autor e grupo do blog.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: