Home » Destaques, Espiritualismo, Estudos, Kardec corrige

Parte 5: A revisão de “O Livro dos Espíritos” – Livro Segundo, Capítulo 4

Enviado por on 01/11/2017 – 19:30
image392-1024x640

CAPÍTULO 4 – PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS

(leia os capítulos anteriores)

 

I – Da Reencarnação

OBS: Este capítulo explica bem como evoluímos. É conveniente ser lido com atenção.

 

Questão 167

a) Dizer que a reencarnação tem somente o sentido de expiação, é aceitar a lei do Carma;

b) Pode parecer estranho, mas Lei da Reencarnação e Lei do Carma são coisas diferentes;

c) Como visto na parte anterior, a Lei da Reencarnação é uma lei evolutiva por excelência;

d) Ela sempre promove nossa evolução, principalmente na expiação, que como vimos acelera tal evolução;

e) Sem ela não há como explicar a evolução espiritual;

f) É através dela que saímos da completa simplicidade e chegamos à perfeição;

g) Ela está de acordo com todos os atributos de Deus;

h) Já a Lei do Carma afirma ser a reencarnação apenas punitiva.

II – Justiça da Reencarnação

Questão 171

Kardec pergunta: “Em que se funda o dogma da Reencarnação?”

a) Dogmas não existem, pois a maioria deles contrariam a realidade;

b) E é necessário se estruturar apenas em leis e fatos;

c) Sendo uma lei, a Reencarnação é um fato e não um dogma;

d) O dogma é sempre um fato que tem que ser aceito sem discussão, como a Santíssima Trindade (que não existe);

e) Por mais errado, ilógico e irracional que seja, tem que ser aceito;

f) A criação bíblica, apesar de ser errada, irracional e ilógica, é aceita pelos que nela acreditam, sem nenhuma discussão;

g) Os dogmas são a origem de toda descrença, pois impõe falsas verdades, como verdades absolutas, causando inúmeros males sociais, inclusive o terrorismo religioso;

h) Com os dogmas, não há mais o livre-arbítrio, pois eles impedem a liberdade de ser;

i) é fundamental, pois que tais confusões não sejam feitas.

 

III – Encarnação nos Diferentes Mundos

OBS: Este item também é esclarecedor.

 

Questão 172

“(…) as deste globo não são as primeiras e nem as últimas, mas as mais materiais e distante da perfeição.”

a) Como explicar que um mundo de expiação e provas, que está dentro da escala evolutiva acima dos mundos primários, esteja mais longe da perfeição?

b) Analisando a Terra atual, temos uma gama de conhecimentos muito maior que há mais ou menos quinze ou vinte mil anos, quando éramos ainda primários;

c) Não há dúvida, que em conhecimento evoluímos muito;

d) Mas analisando o comportamento das tribos com cultura primária, constatamos que nós praticamos atos de muito mais barbárie que elas, inclusive com as mesmas;

e) Assim, se evoluímos muito em conhecimento, ficamos quase parados em evolução moral;

f) Portanto, evoluímos pela metade;

g) Para evoluir realmente, temos que evoluir em moral, para adquirirmos sabedoria e só usarmos nosso conhecimento para o bem;

h) Os povos primários, por sua pureza e ingenuidade, estão mais próximos da perfeição que nós;

i) Mas pelo mau uso do livre-arbítrio poderão se distanciar, como aconteceu conosco;

j) E como vimos, para ser bárbaro é preciso ter inteligência mais desenvolvida que os primários.

 

OBS: O Espírito da Verdade nos explicou que o termo correto não é evolução primitiva, mas primária, pois espiritualmente a evolução que denominamos primitiva é anterior à humana. Daí primária. Explicou-nos, também, que devido ao nosso comportamento bárbaro, nós é que somos primitivos.

 

Questão 174

“(…) reviver em um planeta pior.”

a) É o que está acontecendo com a Terra atualmente;

b) Quem não estiver disposto a praticar a Caridade, não ficará aqui;

c) Serão exilados para um planeta evolutivamente mais primário que o nosso, e não pior.

 

Questão 175-a

a) Explica que todo aprendizado feito quando desencarnado, só se fixa na reencarnação;

b) Pois é só nela, por causa do esquecimento, que temos o pleno livre-arbítrio de vivenciar o aprendizado.

Questão 176-a

a) Esta questão explica o crescimento populacional na Terra;

b) Essa migração de espíritos se acelerou muito nos últimos 150 anos.

 

Questão 185

a) Kardec comenta: “É assim que as raças (…)”

b) É preciso ficar claro que a única raça que existe é o Homo Sapiens Sapiens;

c) Porém, na época de Kardec, esse conceito era comum.

 

Questão 186

a) Afirma, no final da resposta, que o espírito puro, ainda tem perispírito;

b) Para ser puro, nada pode ter de material, e, portanto, não pode em seu estado normal ter perispírito;

c) É claro que quando quiser poderá ter um perispírito;

d) O que nos parece que Kardec queria perguntar é se é possível se corporificar com matéria fluídica;

e) Quanto a essa possibilidade não há nenhuma dúvida;

f) Sabemos que com a evolução estaremos usando corpos cada vez mais fluídos ou etéreos.

g) E é por isso, que somos os mais distantes da perfeição.

OBS: sobre a constituição física do Sol, feita por Kardec em seu comentário, desconsidere-se. Foi baseado no conhecimento de sua época.

 

IV – Transmigração Progressiva

Questão 192

a) “(…) menos longas e penosas serão as provas seguintes.”

b) Novamente a Reencarnação como pena. Já comentado.

 

Questão 195

a) Ler com atenção;

b) Mostra-nos o quanto podemos melhorar de uma encarnação para a outra.

 

Questão 196

Temos a pergunta:

Na tradução de Herculano Pires, da Lake, temos: “Só podendo os espíritos melhorar-se pelo sofrimento e as tribulações da existência corporal…”

Na tradução de Guillon Ribeiro, da FEB, não tem a palavra sofrimento, só tribulações.

Analisemos:

a) Entendendo o sentido da palavra tribulação, como as dificuldades naturais da vida corpórea (física);

b) Então, tanto a pergunta quanto a resposta estão corretas;

c) No caso de existir a palavra sofrimento, a pergunta fica incorreta, pois:

d) O sofrimento é o remédio para os males que praticamos;

e) Assim, quem não faz o mal não precisa desse remédio;

f) Mas se é necessário o mal para evoluir, ele seria uma criação de Deus, o que contraria seus atributos.

 

V – Sorte das Crianças Após a Morte

Questão 198

a) “(…) Deus não o afasta das provas que deve sofrer (…)”

b) As provas existem exatamente para nos ensinar como não cometer o mal;

c) Portanto evita o sofrimento;

d) Então como “devemos sofrer”?

e) Tirando os raros casos de reencarnação compulsória, são provas a que livremente nos submetemos;

f) No comentário de Kardec, ele usa o termo “impostas”;

g) É a mesma coisa do item e.

h) Tudo ficaria perfeito se fosse dito: “(…) passar pelas provas que lhe sejam convenientes.”

 

VI – Sexo nos Espíritos

Questão 200

a) Não existe sexo sob o ponto de vista do Ego (Espírito propriamente dito), mas a força criativa, que é suprema em Deus;

b) Porém, para que haja a reprodução sexuada, é preciso que o Ego (Espírito propriamente dito) possa agir como homem, ou como mulher;

c) Como o Ego só pode agir sobre o corpo físico através do perispírito, é preciso que ao reencarnar ele forme no mesmo um psiquismo feminino ou masculino;

d) Daí a possibilidade do Ego (Espírito propriamente dito), em usar o fluido cósmico terrestre, transformando-o via perispírito de acordo com a conotação psíquica deste;

e) E assim, através desse fluido, usar força criativa ou para a prática sexual, ou para sua criatividade durante a reencarnação;

f) É por causa desse mecanismo que o Ego (Espírito propriamente dito) pode se reencarnar tanto como homem, quanto mulher;

g) Entendamos ainda que quem dará a conotação psíquica, será o DNA do novo corpo físico, que será usado pelo Ego (Espírito propriamente dito) para a criação da nova forma perispiritual;

h) Essa é uma das muitas razões para o esquecimento durante a reencarnação, e porque mantemos a forma feminina ou masculina quando desencarnamos;

i) O psiquismo perispiritual continuará atuando até a nova reencarnação, caso não tenhamos a necessária evolução espiritual para mudarmos isso de acordo com nossa vontade.

 

VII – Parentesco e Filiação

Questão 203

a) “Um pai estúpido (FEB – obtuso) pode (…)”

b) Novamente o despropósito da palavra estúpido ou obtuso;

c) Por que não “um pai com poucos recursos intelectuais”?

 

Questão 205-a

a) Novamente a questão da raça;

b) Sugerimos que sempre que apareça esse termo, o troquemos por ETNIA;

c) A explicação da questão 217 deixa isso claro, ao dizer que o corpo é modulado pelas qualidades do espírito.

d) Logo, qualquer espírito pode modular corpo de qualquer etnia; desde os mais sábios aos menos.

 

IX – Ideias Inatas

Questão 221-a

a) Diz que a Doutrina Espírita é tão antiga quando o mundo;

b) Como já visto, o que é tão antigo quanto o mundo são os fenômenos medianímicos (de mediunismo);

c) Também já vimos que os fenômenos mediúnicos apareceram com Jesus na manifestação do Tabor;

d) Por ser uma lei divina, a Lei da Caridade existe de toda eternidade;

e) Podemos, por isso, dizer que o Evangelho é tão antigo quanto o mundo, ou surgiu com Jesus?

f) Da mesma forma a Doutrina Espírita surgiu com Kardec, porque só a evolução do conhecimento a tornou possível.

OBS: todas as questões deste item são importantes, revelando-se as falhas. Em especial as 218-a e 218-b.

 

Leia também

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: