Home » Destaques, Espiritualismo, Estudos, Kardec corrige

Parte 5: A revisão de “O Livro dos Espíritos” – Livro Terceiro, Capítulo 7

Enviado por on 26/09/2018 – 12:30
urban-438393_640

CAPÍTULO 7 – LEI DA SOCIEDADE

(leia os capítulos anteriores)

I – Necessidade da Vida Social

a) A vida em sociedade deve ser vivida pacífica e fraternalmente;

b) Jamais essa convivência deve ser violenta;

c) Mas para isso ela tem que ser devidamente normatizada;

d) Mais uma vez a Caridade como lei social.

 

II – Vida de Isolamento – Voto de Silêncio

Esse tipo de comportamento nos impede de praticar a Caridade.

 

Questão 770-a

a) É preciso prestar muita atenção na resposta desta pergunta;

b) Ela nos mostra qual a melhor forma de corrigirmos nossos “males”, ou “expiar”;

c) “Fazer mais bem do que o mal que se tenha feito”;

d) Basta nos voltarmos para a prática do bem, que não sofreremos, a não ser que quisermos:

e) Ou para não correr o risco de errarmos de novo;

f) Ou por insistirmos no erro;

g) Logo “expiar”, não é sinônimo de sofrimento.

 

Questão 772

a) Jesus disse: “Não se acende uma luz, para pô-la debaixo do alqueire”;

b) Isso significa que o progresso só é possível pela troca de conhecimentos;

c) Sob esse aspecto, isolamento e voto de silêncio não tem sentido.

 

III – Laços de Família

Questão 774

a) Um dos maiores enganos que se comete em nossa sociedade, é comparar o nosso comportamento com o comportamento dos animais;

b) O que nos leva a termos atitudes de barbarismo, colocando-nos abaixo deles;

c) Evolutivamente estamos muito acima deles;

d) No reino animal completa-se o desenvolvimento dos instintos.

e) Que devemos usar como humanos para preservar a espécie e não para aniquilá-la;

f) Entre os animais gregários, esses instintos se mostram claramente como uma forma de amor, dentro da mesma espécie;

g) E isso nos prepara, quando entramos no reino humano, para vivermos em família, e amá-la;

h) Por termos muito maior capacidade de amar, como humanos, o instinto de preservação através das ligações genéticas, gera os laços de sangue;

i) E isso reforça o amor familiar fortemente;

j) Pelo esquecimento do passado a reencarnação ao provocar a consanguinidade reforça a intensidade do amor familiar, criando condições para que os eventuais sentimentos de ódio de passadas reencarnações diminuam bastante;

k) Gerando condições para que a rearmonização entre grandes inimigos do passado se faça, ou àqueles que de alguma forma prejudicamos, seja feita pelo amor;

l) Ainda o amor familiar nos tira de nosso egoísmo, ensinando-nos o amor social;

m) A família é o grande núcleo gerador de amor, que Deus nos fornece para podermos evoluir sempre pela prática do mesmo.

n) Como vemos, o Pai nos prepara desde o início de nossa evolução para aprender a solucionar problemas pelo amor, criando, ainda, leis que facilitem tudo isto, como o esquecimento reencarnatório.

 

Questão 775

a) A resposta desta questão é muito atual, ao nos mostrar o que acontece hoje, em nossa sociedade;

b) Pela desvalorização que se está dando à família.

 

Leia também

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: