Home » Destaques, Espiritualismo, Estudos, Kardec corrige

Parte 5: A revisão de “O Livro dos Espíritos” – Livro Quarto, Capítulo 3

Enviado por on 21/01/2019 – 19:00
hand-1549399_645

CAPÍTULO 3 – CORREÇÕES E GOZOS FUTUROS

 

(leia os capítulos anteriores)

 

II – Intuição das Correções e Gozos Futuros

Comentário de Kardec:

a) “(…) não nos permite crer que o justo e o mau estejam a seus olhos [de Deus] no mesmo plano, nem duvidar de que não recebam, algum dia, um a recompensa e o outro o castigo (…)”;
b) Jesus disse que o bom pastor deixa o redil para ir atrás daquele que se perdeu;
c) O Mestre teria se enganado? Deus não seria o bom pastor?
d) Obviamente Jesus não se enganou;
e) Logo, quem se enganou foi Kardec. E de forma séria, pois transgride os atributos de Deus;
f) Se como vimos, o próprio mal não existe, como Deus poderia achar que seus filhos fossem maus e por isso passasse a castigá-los?
g) Para Deus somos doentes, e nunca maus;
h) E como o médico supremo ele com certeza irá nos tratar com todo carinho e amor.

 

III – Intervenção de Deus nas Correções e Recompensas

Questão 964

a) Esta questão explica bem, que Deus não precisa intervir diretamente em nada;
b) Ele faz isso através de suas leis, que são perfeitas;
c) E já ficou muito claro, que é nossa consciência quem nos corrige;
d) Kardec analisa isso no seu comentário, contrastando com o que diz no item II.

 

IV – Natureza das Correções e Gozos Futuros

a) No comentário de Kardec lemos: “(…) cada um é punido naquilo que pecou (…)”;
b) Relembramos o nosso comentário da questão 964;
c) Neste capítulo Kardec mostra toda a influência de sua cultura Católica;
d) Além de não haver punição ou castigo, é preciso abolir a palavra pecado de toda a cultura mundial;
e) O conceito correto para pecado é erro consciente;
f) Isso mostra também o respeito dos Espíritos superiores, pela necessidade de um período de transição, da cultura do conceito mitológico de Deus, para o Deus Amor da Revelação de Jesus.

 

Questão 971-a

a) Os espíritos inferiores continuam sim sujeitos às paixões materiais;
b) Que procuram satisfazer obsedando os encarnados.

 

Questões 977 e 977-a

a) Lemos: “(…) o culpado na presença da vítima (…)”
b) Já foi visto na parte 1, que nem sempre isso acontece;
c) Se a vítima perdoou, ela se afastará e a sua presença não é real, mas uma projeção do pensamento de quem praticou o “mal”;
d) A vítima só estará presente, se quiser se vingar;
e) Se não fosse assim, não adiantaria nada perdoar.

 

V – Penas Temporais (ou “Correções Temporais”)

Questão 983

a) A resposta diz que quem pratica o “mal”, passará pela mesma situação;
b) Já foi mais do que explicado, que não há o olho por olho, dente por dente.

 

Questão 985

a) Mundo menos grosseiro;
b) Diga-se mundo menos material.

 

Questão 986

a) As comunicações mediúnicas modernas mostram que é comum a reencarnação no mesmo mundo.

 

Questão 989

a) Novamente não há o olho por olho, dente por dente.

 

VI – Expiação e Arrependimento

a) A dor intensa embota a compreensão;
b) O arrependimento só vem com o alívio e algum esclarecimento;
c) É preciso alimentar o faminto e depois falar de Deus;
d) O que nos leva a querer ajuda não é o arrependimento, mas o cansaço de sofrer;
e) E é o orgulho que prolonga a resistência do cansaço;
f) É por causa do livre-arbítrio que isso acontece, e nunca pela vontade de Deus.

 

Questão 990

a) É verdade. Na grande maioria dos casos só enxergamos nossos “males” no plano espiritual;
b) Pois lá sempre temos uma visão muito maior da realidade;
c) Daí ser também muito mais fácil o esclarecimento.

 

Questão 993

a) A resposta desta questão é importante, pois mostra que entre uma reencarnação e outra, podemos mudar completamente o comportamento;
b) Pois a maior visão de nossa realidade provoca esse fenômeno;
c) Isso explica também algo de fundamental importância para nosso planeta:
d) A evangelização em todos os lugares do mundo, incluindo os países não cristão, sendo feita em larga escala no plano espiritual por Jesus, em cumprimento à sua promessa, quando disse:
e) “Então esse Evangelho será pregado em todas as nações, e só então virá o fim”. E ainda:
f) “Há ovelhas que não pertencem ao meu redil. É preciso que vá buscá-las. Então haverá um só rebanho e um só pastor”.

 

Questão 997

a) Pode parecer pela resposta, que é inútil orar pelos que insistem em não mudar;
b) Porém deve-se sim orar, pois assim que se tornarem minimamente acessíveis, tais preces farão grande bem a eles;
c) Cada um de nós tem nosso banco das preces que nos fazem, que poderemos sacá-las assim que sinceramente desejarmos.

 

Questão 999

a) Na resposta lemos: “(…) o passado deve ser expiado”.
b) Deve-se entender que o sentido de expiar é sempre corrigir;
c) Tudo o que fazemos de errado, só pode ser corrigido pelo certo;
d) Isso porque nós nunca desaprendemos as coisas;
e) Então só há um jeito de corrigir o erro:
f) É transformá-lo em acerto, pela prática do bem;
g) É por isso que quem insiste em praticar o erro passará por dores;
h) Tais dores são como o remédio amargo, que nos leva a entender as consequências do “mal”.
i) Entendemos enfim que é preciso praticar o bem e deixamos de sofrer.

 

VII – Duração das Penas (ou Correções) Futuras

Questão 1004

a) O que atrasa o cansaço do espírito é a força do seu orgulho;
b) Por isso o seu estado pode mudar em poucas horas, ou levar milênios para acontecer;
c) É preciso saber ainda, que há espíritos com inteligência suficiente, para conhecer o seu estado, sabendo o que devem fazer para sair dele;
d) Mas não o fazem por orgulho e principalmente por medo;
e) Pois por desconhecerem a prática do amor, acham que Deus os castigará, e como tem muito a corrigir ficam apavorados com o tipo de castigo que acham que vão receber;
f) Porém com o esclarecimento, veem que não é nada disso, e que poderão resgatar pelo amor, e se transformam radicalmente para melhor.

 

Questão 1008

a) No caso de reencarnação compulsória o termo imposto está correto;
b) Mas nada tem a ver com pena, mas uma ação de proteção;
c) Assim como impedimos que uma criança corra riscos que sabemos não conseguirá superar, Deus também impede que caiamos na situação da criança;
d) Não porque não poderíamos superar, mas porque sofreríamos mais do que o mínimo necessário para a nossa evolução;
e) E Deus sabe disso pela sua onisciência.

 

Questão 1009

a) Ler com muita atenção a pergunta feita por Kardec, e as respostas de Santo Agostinho, Lamennais, Platão e Paulo Apóstolo;
b) Prestar também muita atenção na colocação de Paulo, sobre o prejuízo dos conceitos mitológicos em nossos dias;
c) Daí a absoluta necessidade de impedir que tais conceitos desfigurem a Revelação Espírita;
d) Ler com atenção também os comentários de Kardec.

 

VIII – Ressurreição da Carne

Questões 1010 e 1010-a

a) Prestar muita atenção nas explicações de São Luiz sobre ressurreição e reencarnação.

 

IX – Paraíso, Inferno, Purgatório, Paraíso Perdido e Pecado Original

Questões 1011 e 1011-a

a) A resposta não confere com o que André Luiz e as experiências em trabalhos mediúnicos mostram;
b) Existem sim os lugares onde se expurgam os desequilíbrios, como o umbral e as trevas;
c) E os planos espirituais superiores, para os Espíritos em melhor condição moral.

 

Questões 1013 e 1013-a

a) Estas questões explicam em parte, os erros contidos na Codificação e a necessidade do tempo de transição para o Deus Amor;
b) Isso, como foi explicado, também por causa do animismo cultural, tanto dos médiuns quanto de Kardec.

 

Questão 1016

a) Hoje, pelos livros de André Luiz, sabemos das várias esferas espirituais que envolvem nossa crosta;
b) Quanto mais acima o plano, maior a evolução dos espíritos que os habitam.

 

Questão 1017

a) Na realidade Jesus disse: “meu reino ainda não pode ser plenamente vivido neste mundo”;
b) Como estava falando com os encarnados, fica claro que estava falando do plano físico;
c) Isso porque nos planos espirituais superiores já se vive o reino de Jesus, e isso é o que acontecerá em nosso plano físico no Ciclo de Regeneração.

 

Questão 1018

a) Prestar atenção na explicação de São Luiz sobre paraíso perdido e pecado original.

Leia também

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: